Ensaios

Jogos: Não Existem Apenas Eletrônicos.

Sem categoria
Autor(a): Leonardo Gianetti | 15 de março de 2019 | 14:09

GTA V, God Of War, Red Dead Redempiton, Halo, Forza, FreeFire, Angry Birds, entre muitos outros, são jogos virtuais onde precisamos de uma tela e alguns controles para jogar e experimentar uma aventura, mas nem sempre precisamos dessas coisas pra jogar. Podemos muito bem utilizar outros meios para vivermos uma boa aventura ou, pelo menos, nos divertir com amigos, colegas de trabalho e família. Os famosos Jogos de Mesa.

God of War e Red Dead Redemption 2

Estes que normalmente não precisam de muita tecnologia, apenas algumas peças ou cartas, às vezes apenas de um papel, caneta e um dado. Influenciando a imaginação, podemos criar montanhas, batalhar guerras, atender clientes em uma cantina e montar uma história. Com estratégia podemos ganhar batalhas, atrapalhar oponentes, acumular pontos, retirar pontos e até mesmo trapacear. Por necessitar um pouco mais de presença, podemos desenvolver nossa comunicação, aumentar nossos contatos, aprender novos horizontes e, é claro, dividir nossa diversão.

Todos já jogaram algum jogo de mesa, Batalha Naval, Monopoly (ou Banco Imobiliário), Clue(ou Detetive), Combate, Uno, War, Xadrez, Damas, Ludo e muitos outros. Muitos jogos eletrônicos foram baseados nesses de mesa, como por exemplo, o famoso Dungeons and Dragons, que serviu de inspiração para inúmeros jogos (Dragon Age), séries (Caverna do Dragão) e livros (Game of Thrones).

Aqui vão algumas recomendações para quem quer começar a se aventurar nesses jogos:

Para quem gosta de cálculos e pontos, Space Cantina é uma boa pedida. Com o objetivo de obter a maior cantina da galáxia, os jogadores devem contratar seus funcionários e atender diversos clientes e críticos. Inicialmente, ao ler o manual, o jogo parece ser complicado, porém, com o tempo, pode-se pegar f as regras facilmente e garantir uma diversão com os amigos. Só tem um único problema, DA FOME!

Para aqueles que querem algo com mais estratégia, Carcassone pode quebrar a cabeça às vezes. Cada carta possui alguns tipos de terrenos, cada terreno pontua de formas diferentes, nosso objetivo é claro: acumular o máximo de pontos no final do jogo. Porém, não é tão fácil assim, afinal, é competitivo, o adversário pode ter uma estratégia que compromete a sua.

Mas estou afim de um jogo que acabe com amizade tanto quanto Uno. Munchkin é o jogo. Explore masmorras, derrote monstros e apunhale seus amigos. Um jogo de cartas onde montamos nosso personagem e enfrentamos monstros e maldições. O objetivo é ser o primeiro a chegar ao nível 10, mas qualquer um pode atrapalhar isso. Basicamente, cada um por si.

Um jogo para ocupar o tempo é o Black Stories, simples e fácil de entender. Uma pessoa pega uma carta, lê a história e conta apenas o final dela. Os outros jogadores devem descobrir a história completa, mas utilizando perguntas com respostas de sim ou não. Possui vários volumes e tramas absurdas.

São caros esses jogos?

Os preços variam, vão desde o material das peças, até onde são feitas. Pois cada jogo utiliza suas peças diferentes, desde pinos pra tabuleiro, a cartas, e peças especificas também. Vários jogos fazem seus valores valerem a pena. Jogos de cartas normalmente são mais baratos do que aqueles que utilizam tabuleiros ou peças menores, mas normalmente são num preço acessível. Dificilmente  valores de jogos de mesa ultrapassam os valores de um jogo eletrônico, mas acontece.

Não apenas isso há locais, como lojas ou locadoras que disponibilizam seus espaços para jogarem estes jogos, normalmente alugam também caso a pessoa queira jogar em casa. Caso não queira gastar dinheiro, existem jogos que não precisam de nada além de papel e caneta. Como por exemplo RPG (ok, este aqui precisa de dados, mas nada demais) e Cidade Dorme.

Estes dois em particular são muito divertidos, RPG (Role-Playing Game) é o estilo de jogo onde, ao usar a imaginação, podemos criar um personagem, entrar em aventuras, enfrentar vários inimigos e decifrar vários enigmas. Existem vários tipos de RPG, como D&D (Dungeons and Dragons), Starfinder, Call of Cthulhu, Shadowrun, Hora de Aventura, GURPS, e muitos outros. Cada um deles com seus sistemas e universos, alguns se passam no futuro, outros no passado. Todos necessitam de um Mestre, que entende das regras e faz o papel de narrador da história, mas o curso que ela segue são os jogadores que escolhem. Cidade Dorme já é mais dinâmico, em uma cidade há assassinos, porém ninguém sabe quem eles são, cabe à cidade escolher às cegas para expulsar aqueles que acreditam serem os assassinos. Cada jogador é um tipo de personagem, cidadão, assassino, detetive e anjo. Um jogo fácil de aprender e rápido de se jogar.

Vamos combinar de jogar? Garanto que irá se divertir e dar muita risada. As horas vão voar.

Edição: YahVarella

Avatar

Leonardo Gianetti

Um Mochileiro, estudando a psicologia da mente daqueles que não entenderam o final de Lost. Sou definitivamente um Louco com um Caixa. Dentro do Ciclo da alquimia exerço minha ética.


Deixe o seu comentário!

Pular para a barra de ferramentas