Séries

Vikings S05E20 – Ragnarok

Autor(a): Bruno Birth | 31 de janeiro de 2019 | 23:24

Finalmente o embate mais esperado da temporada aconteceu. Bjorn e Ivar se enfrentaram e fizeram estremecer as fundações de Kattegat. Os filhos de Ragnar uma vez mais se encontraram para finalizar esta que foi uma temporada de muitos altos e baixos. Mas vamos ao episódio. Vamos ao Ragnarok.

Ivar fortalece o perímetro de Kattegat.

Como todo espectador de Vikings bem sabe, é um tremendo erro menosprezar Ivar. Apesar de ser o mais insano dos filhos de Ragnar, Ivar é também notadamente o mais inteligente. As guarnições projetadas por ele para defender Kattegat de um cerco foram só mais um exemplo disso.

O outro lado.

Se você tem ao seu lado persoalidades como Bjorn Ironside, Hvitserk, Rei Harald e Gunnhild (que mal apareceu e já rouba a cena), como imaginar uma derrota? Acredito que até Ivar sabia que seu limite estava sendo desafiado ao extremo com essa batalha. É óbvio que a personalidade forte do Desossado jamais o deixaria recuar, ainda mais com todos os “truques” que ele criou contra seus opulentos inimigos. Uma observação: a fotografia do episódio abusou das tomadas abertas, proporcionando belíssimas cenas do colorido escurecido de Kattegat.

“A vida é sofrimento”.

A “nova” Lagertha ataca novamente com uma reflexão de certa forma mórbida sobre a vida. Também, quem a pode culpar? A vida da escudeira mais famosa da Escandinávia foi realmente de muito sofrimento, seja ele traduzido em batalhas, ilusões amorosas e grande desgaste emocional em toda a carreira desta incrível mulher. Não posso garantir mas, fãs de Lagertha, estejam preparados para uma possível despedida dramática dessa personagem na última temporada.

Ragnarok.

Após um monólogo compartilhado entre os guerreiros sobre o monumental fim do mundo da cultura nórdica, a batalha entre Bjorn e Ivar ganha as telas de modo sangrento, como todos nós esperávamos. Não posso negar minha torcida para o #teamBjorn. Tem alguém aí do #teamIvar? Deixe nos comentários. Enfim, o Desossado mostrou a que veio e detonou seus adversários com sua esperteza. Todos os famosos guerreiros que citei agora pouco estiveram perto da morte e Bjorn escapou depois de uma dramática cena onde o primogênito de Ragnar Lothbrok apelou ao emocional dos soldados de Ivar numa boa cena.

A traição de Freydis.

A bela Freydis não se esqueceu do assassinato de seu bebê e foi crucial para que Ivar, o Desossado, tomasse a virada na batalha por Kattegat. Só achei meio estranho o modo como a garota se entregou para a morte quando podia muito bem ter escapado. Freydis foi um personagem interessante, que podia ter algo a mais a ser desenvolvido. Deram tanto espaço para personagens tão mais ou menos como Margrette, por exemplo rsrs.

Rei Bjorn.

Finalmente ouvimos aquela bela combinação de palavras: “Rei Bjorn”. A cena foi marcante pois a chegada de Ubbe (ainda chateado com Hvitserk), Torvi e, é claro, Lagertha (trazendo a Espada dos Reis) abrilhantou o novo ano de Kattegat. Ivar escapou, deixando todos do #teamIvar alegres e parece que os belos dias da Kattegat de Ragnar vão voltar. Que venha a última temporada de Vikings, onde eu espero que os guerreiros nórdicos finalmente aportem na América!

É sempre bom rever Ragnar Lothbrok!

Obrigado por acompanhar minhas resenhas da temporada 5, companheiros de Valhalla.

Bruno Birth

Bruno Birth

E aí, beleza? Sou engenheiro pesquisador e adepto inveterado da ciência, um fã fissurado de fantasia medieval, um amante informal de antropologia, um admirador da sétima arte. Sou um marinheiro do infinito mar do conhecimento e minha missão é, por meio de meus artigos, trazer sempre algo interessante pro seu dia-a-dia, caro leitor do “Sem Cultura”. Instagram: bruno_birth Twitter: @BirthBruno


Deixe o seu comentário!

Pular para a barra de ferramentas